Ambiente, Território e Sociedade

Ambiente, Território e Sociedade

  • Fotografia dos membros do GI
  • Dados quantitativos sobre o GI
  • Imagem do cais das colunas a preto e branco
  • Fotografia dos membros do GI em 2017

Objetivos

O GI ATS tem por objetivo principal desenvolver investigação interdisciplinar e análise crítica das dinâmicas, sociais, territoriais e de governança subjacentes a desafios socioecológicos e dos caminhos de transição para sociedades mais justas e sustentáveis. Reúne investigadores com formação em sociologia, geografia, planeamento, antropologia e história, entre outras.

As três principais linhas de investigação são:

- ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS, com enfoque na mitigação e adaptação local, nas suas causas antropogénicas, nas representações sociais e implicações socioecológicas e políticas. É promovido o envolvimento de stakeholders e comunidades, de forma a fomentar processos de aprendizagem social e auto-organização em matérias como erosão costeira, gestão da água e perceção de risco. São também abordados os aspetos sociais e culturais da energia: usos, aceitação de tecnologias, pobreza energética, práticas de energia transformativas.

- ALIMENTAÇÃO, com enfoque na segurança alimentar, consumo alimentar sustentável, planeamento alimentar urbano e práticas agro-alimentares. São abordadas perspetivas inovadoras sobre insegurança alimentar centradas no acesso e consumo e sobre o desenho e implementação de estratégias alimentares promotoras de sustentabilidade em zonas urbanas.

- TRANFORMAÇÕES URBANAS SUSTENTÁVEIS, com investigação direcionada para a compreensão dos fatores subjacentes às atuais crises socioeconómica e ecológica e para a promoção de debate público e mudança política. Foca-se na análise dos obstáculos a futuros urbanos equitativos e sustentáveis que prevalecem nas mundovisões, preferências epistemológicas e enquadramento de problemas.

A investigação no GI ATS é feita frequentemente em colaboração com investigadores de outras áreas científicas fora das ciências sociais e em parcerias internacionais. São desenvolvidos projetos financiados pela Fundação para a Ciência e Tecnologia e Comissão Europeia, bem como por várias outras entidades públicas e privadas, com e sem fins lucrativos. Membros do GI estão integrados nas Redes Temáticas Interdisciplinares e no Colégio F3 da ULisboa.

O GI ATS está envolvido em vários cursos de formação avançada do ICS, com destaque para o Programa Doutoral em Alterações Climáticas e Políticas de Desenvolvimento Sustentável, o Programa Doutoral em Sociologia: Conhecimento para Sociedades Abertas e Inclusivas e o Programa Doutoral em Estudos do Desenvolvimento, assim como Escolas de Verão. O GI dispõe de uma importante ferramenta de disseminação, o OBSERVA Observatório de Ambiente, Território e Sociedade, que promove ações de formação e seminários sobre políticas e publica policy e research briefs e um blogue, para além de um leque alargado de outras atividades de disseminação de conhecimento a stakeholders e públicos não académicos (administração central e local, escolas, ONG, empresas, etc.)

 

Carla Gomes
Ana Rita Gonçalves Matias
CUIDAR Culturas de Resiliência à Catástrofe entre crianças e jovens
Enacting freshness in the UK and Portuguese agri-food sectors
exPERT - Organizando o conhecimento do planeamento: politica de habitação e o papel dos peritos no PER
Families and Food Poverty in Three European Countries in an Age of Austerity
INTREPID - Interdisciplinarity in research programming and funding cycles
Portuguese Women Directors
SafeConsumE: Safer food through changed consumer behavior
Transe-AC: transição social e ambiental: alternativas e comuns [TRANSE-AC : Social and Environmental Transition]
Coordenação