Submissão de Manuscrito

Submissão de Manuscrito

COMO PROPOR UM MANUSCRITO

Uma boa proposta de Manuscrito é essencial para uma boa decisão. 

Cada proposta de Manuscrito deve ser submetida no formulário abaixo disponibilizado, devendo conter:

1) Apresentação do Manuscrito
A apresentação do Manuscrito é uma declaração, com um máximo de 1200 palavras, sobre o tema e os objectivos do trabalho e sobre o público a que o mesmo se dirige. Deverão ser ainda indicadas até sete palavras-chave que identifiquem os tópicos da proposta.

2) Curriculum Vitae do autor
Com uma extensão até 1500 palavras. 
Deve conter na folha de rosto: nome do autor, afiliação institucional, morada, endereço eletrónico e telefones.

3) Manuscrito

Os Manuscritos, redigidos de acordo com as normas de citação, devem ter um máximo de 100 mil palavras, incluindo apêndices e bibliografia. Só muito excecionalmente se aceitam propostas que ultrapassem este limite.

Os Manuscritos devem ser apresentados em ficheiro Microsoft-Word ou programa equivalente. Os ficheiros originais dos gráficos ou figuras deverão ser anexados à proposta, assim como os ficheiros das imagens, as quais deverão ter uma boa resolução.

A Imprensa de Ciências Sociais recebe também dissertações de doutoramento e mestrado para uma apreciação prévia. Tais propostas só serão avaliadas depois de apresentadas segundo as regras gerais para Manuscritos.

Como é Avaliado um Manuscrito

A proposta de Manuscrito é objeto de uma primeira apreciação por parte dos membros do conselho editorial da Imprensa.

Caso este parecer seja favorável, o Manuscrito é enviado a dois especialistas, a quem são pedidos pareceres sobre a qualidade geral da obra e sugestões de alteração ao texto. Os pareceres só serão enviados aos autores se contribuírem para a edição final do texto. Cabe ao diretor a decisão final sobre a publicação do Manuscrito.

Custos da Edição

Se o  Manuscrito for aprovado para publicação, o proponente deverá assegurar uma comparticipação nos custos da edição.

Formulário de Submissão