As Mães de Bragança

As Mães de Bragança

O projecto gira em torno de um simples questionamento sociológico cujo referencial teórico básico pode encontrar-se em Robert Nisbet, (Social Change): o que faz com que uma unidade de persistências (os "mores" das moralidades, as "valências" dos valores tradicionais) se enfrente com novas correntes sócio-culturais? Que efeitos terá a globalização de novas vivências da sexualidade em tal processo?

Estatuto: 
Entidade proponente
Financiado: 
Não
Rede: 
GRICES/CAPES

O projecto gira em torno de um simples questionamento sociológico cujo referencial teórico básico pode encontrar-se em Robert Nisbet, (Social Change): o que faz com que uma unidade de persistências (os "mores" das moralidades, as "valências" dos valores tradicionais) se enfrente com novas correntes sócio-culturais? Que efeitos terá a globalização de novas vivências da sexualidade em tal processo?

Objectivos: 
A pesquisa procura dar conta da natureza das clivagens sociais  desencadeadas por uma perturhbação da ordem social.Pelo facto de uma grande parte das "empregadas de alterne" ter nacionalidade brasileira, gerou-se uma forte animosidade por parte das "mães de Bragança" contra as raparigas brasileiras, muitas delas imigrantes em "situação ilegal". Um primeiro efeito perverso e inesperado do movimento das "mães de Bragança" foi o de ter originado movimentos reactivos em defesa das brasileiras. Um segundo efeito, também perverso e inesperado foi um tal empolamento do referido conflito que o mesmo galgou fronteiras, nomeadamente por efeito de uma reportagem da "<em>Time</em>" em Outubro de 2003: curiosos vindos de Espanha e de outros países europeus passaram a frequentar Bragança e a desfrutar dos prazeres de "alterne" numa cidade tradicional que passou a estar no mapa das rotas do turismo sexual.
Parceria: 
Rede Internacional
Coordenador 
Data Inicio: 
02/01/2005
Data Fim: 
31/12/2009
Duração: 
59 meses
Concluído