Group Focused Enmity

Group Focused Enmity

O Group-Focused Enmity in Europe (GFE) é um projecto de investigação internacional que visa analisar as atitudes preconceituosas e as suas implicações comportamentais, no quadro da hipótese de que diferentes formas de preconceito estão correlacionadas entre si (racismo, xenofobia, anti-semitismo, islamofobia, sexismo). O projecto visa ainda identificar e articular um conjunto vasto de factores ou variáveis explicativas do preconceito e da discriminação (e.g. desintegração social, privação relativa, autoritarismo), integrando-as em modelos específicos que consideram o papel de diferentes factores moderadores e mediadores (e.g., normas e valores, identidade social, percepções de ameaça, justificação do sistema, crença no mundo justo, dominância social).

O projecto teve início em 2002, e é financiado pela Volkswagen Foundation, Barrow Cadbury Trust. Rothschild Foundation, Compagnia di San Paolo. A coordenação internacional é assegurada por  Wilhelm Heitmeyer (University of Bielefeld).

Integram o projecto equipas das universidades de Amesterdão, Grenoble, Paris, Budapeste, Oxford, e Lisboa. Em Portugal, a equipa de investigação é coordenada por Cícero Pereira.

Estatuto: 
Entidade participante
Financiado: 
Não
Rede: 
GFE
Keywords: 

Relações intergrupais
Valores sociais
Discriminação
Preconceito

O Group-Focused Enmity in Europe (GFE) é um projecto de investigação internacional que visa analisar as atitudes preconceituosas e as suas implicações comportamentais, no quadro da hipótese de que diferentes formas de preconceito estão correlacionadas entre si (racismo, xenofobia, anti-semitismo, islamofobia, sexismo). O projecto visa ainda identificar e articular um conjunto vasto de factores ou variáveis explicativas do preconceito e da discriminação (e.g. desintegração social, privação relativa, autoritarismo), integrando-as em modelos específicos que consideram o papel de diferentes factores moderadores e mediadores (e.g., normas e valores, identidade social, percepções de ameaça, justificação do sistema, crença no mundo justo, dominância social).

O projecto teve início em 2002, e é financiado pela Volkswagen Foundation, Barrow Cadbury Trust. Rothschild Foundation, Compagnia di San Paolo. A coordenação internacional é assegurada por  Wilhelm Heitmeyer (University of Bielefeld).

Integram o projecto equipas das universidades de Amesterdão, Grenoble, Paris, Budapeste, Oxford, e Lisboa. Em Portugal, a equipa de investigação é coordenada por Cícero Pereira.

Objectivos: 
<p>O projecto visa analisar um conjunto alargado de formas de preconceito com base na hipótese de uma forte correlação entre elas. Especificamente são estudadas as seguintes formas de preconceito: racismo, xenofobia, anti-semitismo, islamofobia, sexismo.</p>
State of the art: 
Resultados de v&aacute;rios inqu&eacute;ritos internacionais (e.g., ESS, ISSP, EVS) t&ecirc;m mostrado que a manifesta&ccedil;&atilde;o expl&iacute;cita de v&aacute;rias formas de preconceito e discrimina&ccedil;&atilde;o na Europa ainda persiste. <br />&Eacute; sabido que o autoritarismo explica atitudes xen&oacute;fobas e o anti-semitismo. De acordo, Heyder e Schmidt (2002), o favoritismo endogrupal ligado ao nacionalismo encontra-se associado ao anti-semitismo e a atitudes xen&oacute;fobas, assim como &agrave; islamofobia, enquanto que um patriotismo cr&iacute;tico tem tendencialmente um efeito atenuador destas atitudes. Por outro lado, os resultados de Wagner et al. (2002) revelam que, em determinadas condi&ccedil;&otilde;es, o contacto intercultural permite limitar a emerg&ecirc;ncia de atitudes discriminat&oacute;rias. <br />Apesar destas evid&ecirc;ncias, n&atilde;o foi criado, at&eacute; ao momento, um instrumento que permitisse analisar a manifesta&ccedil;&atilde;o de diferentes formas de preconceito e discrimina&ccedil;&atilde;o e os seus factores subjacentes, numa perspectiva comparativa entre diferentes pa&iacute;ses da Europa. O presente projecto pretende colmatar esta lacuna, e fornecer resultados empiricamente validados que sejam &uacute;teis na tomada de decis&otilde;es n&atilde;o s&oacute; por parte dos governos dos diferentes pa&iacute;ses, mas tamb&eacute;m ao n&iacute;vel da comiss&atilde;o europeia.
Alice Ramos
Coordenador 
Data Inicio: 
02/01/2005
Data Fim: 
01/12/2009
Duração: 
59 meses
Concluído