Portugal e a Europa: Integração e Convergência Económica

Portugal e a Europa: Integração e Convergência Económica

Este projecto pretende estudar o impacto que a adesão à Comunidade Europeia teve na economia portuguesa. A adesão à Comunidade Europeia em 1986 teve um grande impacto económico nas relações entre Portugal e os seus principais parceiros comerciais tanto na Europa como com o resto do Mundo. As relações entre a economia portuguesa e o resto da Europa têm, obviamente, um carácter secular e tiveram um crescimento acelerado durante o século XIX e após 1950. Durante o século XIX o desenvolvimento do comércio e dos movimentos de capitais com a Europa ocidental teve igualmente um rápido crescimento. Tais tendências foram interrompidas durante o período entre as duas grandes guerras, mas foram, contudo, retomadas após a 2ª Guerra Mundial. Em 1959, Portugal aderiu à EFTA, o que resultou numa diminuição acentuada das barreiras de comércio industrial, diminuição esta que se acentuou em 1972 devido ao acordo de comércio assinado entre Portugal e a CEE nesse mesmo ano. Assim, em 1986 as barreiras de comércio entre Portugal e a CE já se encontravam substancialmente diminuídas. No entanto, a integração continuou após a adesão e aprofundou-se noutras áreas, nomeadamente em termos de acordos institucionais, como também em termos de fluxos financeiros.

Estatuto: 
Entidade proponente
Financiado: 
Não

Este projecto pretende estudar o impacto que a adesão à Comunidade Europeia teve na economia portuguesa. A adesão à Comunidade Europeia em 1986 teve um grande impacto económico nas relações entre Portugal e os seus principais parceiros comerciais tanto na Europa como com o resto do Mundo. As relações entre a economia portuguesa e o resto da Europa têm, obviamente, um carácter secular e tiveram um crescimento acelerado durante o século XIX e após 1950. Durante o século XIX o desenvolvimento do comércio e dos movimentos de capitais com a Europa ocidental teve igualmente um rápido crescimento. Tais tendências foram interrompidas durante o período entre as duas grandes guerras, mas foram, contudo, retomadas após a 2ª Guerra Mundial. Em 1959, Portugal aderiu à EFTA, o que resultou numa diminuição acentuada das barreiras de comércio industrial, diminuição esta que se acentuou em 1972 devido ao acordo de comércio assinado entre Portugal e a CEE nesse mesmo ano. Assim, em 1986 as barreiras de comércio entre Portugal e a CE já se encontravam substancialmente diminuídas. No entanto, a integração continuou após a adesão e aprofundou-se noutras áreas, nomeadamente em termos de acordos institucionais, como também em termos de fluxos financeiros.

Objectivos: 
Este projecto tem dois principais objectivos. O primeiro consiste em deslindar a história sobre as relações entre Portugal e a sua integração na Europa. O segundo diz respeito à definição do tema merecedor de pesquisa adicional. Presentemente, este tema gira em torno da concepção e impacto de políticas públicas.
Parceria: 
Não Integrado
Coordenador 
Data Inicio: 
02/01/2004
Data Fim: 
31/12/2010
Duração: 
83 meses
Concluído