Meritocracia e decisões socialmente críticas face a membros de grupos de baixo estatuto

Meritocracia e decisões socialmente críticas face a membros de grupos de baixo estatuto

As pessoas tomam decisões triviais todos os dias, mas, de vez em quando, tomam decisões que podem implicar sérios prejuízos a outros ou a distribuição desigual de recursos materiais ou simbólicos. Estas decisões socialmente críticas (DSC) constituem o núcleo deste projeto, sendo o objetivo principal estudar se e como a saliência contextual da norma meritocrática afeta as DSC tomadas face a membros de grupos de baixo estatuto.

A investigação sobre DSC no âmbito de relações sociais assimétricas tem sido abordada em diferentes contextos, como a decisão policial de "disparar vs não-disparar", decisões médicas, dilemas morais e decisões legais.
Um resultado consistente nestes diferentes contextos é os membros de grupos de baixo estatuto (e.g., negros, sem abrigo) serem alvos de decisões mais desfavoráveis.

No entanto, a investigação tem estado mais focada em demonstrar a existência desta discriminação grupal nas DSC, do que em explicá-la. Para esta compreensão, salienta-se uma variável que já se demonstrou explicar consistentemente resultados diferenciais face a grupos de diferente estatuto e que tem sido negligenciada pela pesquisa sobre DSC: a saliência da norma meritocrática. Embora vista como uma importante norma social que regula a sociedade, a meritocracia descritiva (i.e., a crença de que as pessoas são recompensadas com base nos seus esforços) está associada à intolerância e aversão face a membros de grupos de baixo estatuto, podendo assim ser também associada a decisões desfavoráveis face aos mesmos. A lógica potencial por detrás disto poderá ser que quando as crenças meritocráticas estão salientes, os indivíduos de baixo estatuto não serão vistos como vítimas de um sistema discriminatório, mas como responsáveis pela sua própria situação negativa. Assim, a meritocracia poderá conduzir ao reforço da perceção de legitimidade do estatuto diferencial, o que poderá facilitar decisões mais negativas em relação a estes grupos. No entanto, o impacto da meritocracia não foi contemplado no âmbito das DSC e isso constituirá assim o grande objectivo deste projecto.

 

Estatuto: 
Entidade proponente
Financiado: 
Sim
Entidades: 
Fundação para a Ciência e Tecnologia
Keywords: 

Meritocracia, Tomada de decisão, Baixo estatuto, Legitimação

As pessoas tomam decisões triviais todos os dias, mas, de vez em quando, tomam decisões que podem implicar sérios prejuízos a outros ou a distribuição desigual de recursos materiais ou simbólicos. Estas decisões socialmente críticas (DSC) constituem o núcleo deste projeto, sendo o objetivo principal estudar se e como a saliência contextual da norma meritocrática afeta as DSC tomadas face a membros de grupos de baixo estatuto.

A investigação sobre DSC no âmbito de relações sociais assimétricas tem sido abordada em diferentes contextos, como a decisão policial de "disparar vs não-disparar", decisões médicas, dilemas morais e decisões legais.
Um resultado consistente nestes diferentes contextos é os membros de grupos de baixo estatuto (e.g., negros, sem abrigo) serem alvos de decisões mais desfavoráveis.

No entanto, a investigação tem estado mais focada em demonstrar a existência desta discriminação grupal nas DSC, do que em explicá-la. Para esta compreensão, salienta-se uma variável que já se demonstrou explicar consistentemente resultados diferenciais face a grupos de diferente estatuto e que tem sido negligenciada pela pesquisa sobre DSC: a saliência da norma meritocrática. Embora vista como uma importante norma social que regula a sociedade, a meritocracia descritiva (i.e., a crença de que as pessoas são recompensadas com base nos seus esforços) está associada à intolerância e aversão face a membros de grupos de baixo estatuto, podendo assim ser também associada a decisões desfavoráveis face aos mesmos. A lógica potencial por detrás disto poderá ser que quando as crenças meritocráticas estão salientes, os indivíduos de baixo estatuto não serão vistos como vítimas de um sistema discriminatório, mas como responsáveis pela sua própria situação negativa. Assim, a meritocracia poderá conduzir ao reforço da perceção de legitimidade do estatuto diferencial, o que poderá facilitar decisões mais negativas em relação a estes grupos. No entanto, o impacto da meritocracia não foi contemplado no âmbito das DSC e isso constituirá assim o grande objectivo deste projecto.

 

Objectivos: 
The major scientific question addressed by this project is whether and how meritocracy has an impact on socially critical decisions (SCD) towards low status group members. The main research goals are: <br />a) to test the impact of meritocracy on SCD<br />b) to analyse if the impact of meritocracy on SCD occurs through changes in legitimation perceptions and in levels of implicit prejudice towards low status groups<br />c) to test whether different types of SCD involve different mechanisms
Parceria: 
Não Integrado

Proj Expl Rlopes

Coordenador 
Data Inicio: 
01/02/2015
Data Fim: 
02/02/2020
Duração: 
60 meses
Em curso