Corrupção e crise económica, uma combinação perigosa: Compreender as interacções processo-resultado na explicação do apoio à democracia

Corrupção e crise económica, uma combinação perigosa: Compreender as interacções processo-resultado na explicação do apoio à democracia

Existe um debate crescente sobre o perigo de desconsolidação democrática em vários países. Esta tendência é particularmente sensível em países que estiveram sob resgate financeiro, como Portugal. O apoio à democracia em termos da ideia de democracia e dos valores subjacentes à sua governação (difuso), do desempenho da sua estrutura instituciona (específico) e das decisões e ações dos titulares do poder (racional). Embora haja uma vasta literatura sobre preditores económicos (focados nos resultados) e institucionais (focados nos processos) de apoio político, pouco se disse sobre a sua interação e como é que essa pode explicar múltiplas combinações desses três níveis interligados de apoio político. O argumento principal do projeto é que, em contextos de crise económica, os cidadãos tornam-se particularmente sensíveis à questão da corrupção, especialmente aquela que afeta os atores, instituições e processos políticos e quando exposta à relevância do problema em sociedade, as suas atitudes são mais propensas a uma visão sistémica/abstracta do fenómeno ('sociotrópica') do que individual/racional ('pocketbook'). O objetivo geral deste estudo é o de analisar, a partir de dados correlacionais e experimentais, em que medida os resultados económicos, reais e percepcionados, podem afetar as noções de justiça processual e os padrões éticos dos cidadãos, em particular os que regulam a sua relação com a política e como é que estes processos, por sua vez, ajudam a explicar os níveis e gradações de apoio político em democracia. Os objectivos específicos são três e relacionam-se entre si: 1) Consolidação - consolidar o conhecimento sobre as atitudes, percepções e experiências de corrupção dos cidadãos em democracia, replicando algumas das questões centrais do inquérito à população financiado pela FCT em 2006 [POCI / CPO / 60031/2004] e avaliar tendências antes e depois da crise; 2) Inovação - avançar o conhecimento teórico neste campo e em termos da medição de percepções processuais e apoio político; 3) Validação - oferecer um campo experimental para testar metodologias e técnicas de recolha de dados. O projeto utilizará novos métodos experimentais para superar alguns dos problemas que são recorrentes no uso de inquéritos à população para estudar questões normativas, como a questão da desejabilidade social ou falsidade nas respostas e para testar as relações causa-efeito em diferentes grupos sociais e targets políticos.

 

Estatuto: 
Entidade proponente
Financiado: 
Sim
Keywords: 

Corrupção, Ética, Percepções, Democracia

Existe um debate crescente sobre o perigo de desconsolidação democrática em vários países. Esta tendência é particularmente sensível em países que estiveram sob resgate financeiro, como Portugal. O apoio à democracia em termos da ideia de democracia e dos valores subjacentes à sua governação (difuso), do desempenho da sua estrutura instituciona (específico) e das decisões e ações dos titulares do poder (racional). Embora haja uma vasta literatura sobre preditores económicos (focados nos resultados) e institucionais (focados nos processos) de apoio político, pouco se disse sobre a sua interação e como é que essa pode explicar múltiplas combinações desses três níveis interligados de apoio político. O argumento principal do projeto é que, em contextos de crise económica, os cidadãos tornam-se particularmente sensíveis à questão da corrupção, especialmente aquela que afeta os atores, instituições e processos políticos e quando exposta à relevância do problema em sociedade, as suas atitudes são mais propensas a uma visão sistémica/abstracta do fenómeno ('sociotrópica') do que individual/racional ('pocketbook'). O objetivo geral deste estudo é o de analisar, a partir de dados correlacionais e experimentais, em que medida os resultados económicos, reais e percepcionados, podem afetar as noções de justiça processual e os padrões éticos dos cidadãos, em particular os que regulam a sua relação com a política e como é que estes processos, por sua vez, ajudam a explicar os níveis e gradações de apoio político em democracia. Os objectivos específicos são três e relacionam-se entre si: 1) Consolidação - consolidar o conhecimento sobre as atitudes, percepções e experiências de corrupção dos cidadãos em democracia, replicando algumas das questões centrais do inquérito à população financiado pela FCT em 2006 [POCI / CPO / 60031/2004] e avaliar tendências antes e depois da crise; 2) Inovação - avançar o conhecimento teórico neste campo e em termos da medição de percepções processuais e apoio político; 3) Validação - oferecer um campo experimental para testar metodologias e técnicas de recolha de dados. O projeto utilizará novos métodos experimentais para superar alguns dos problemas que são recorrentes no uso de inquéritos à população para estudar questões normativas, como a questão da desejabilidade social ou falsidade nas respostas e para testar as relações causa-efeito em diferentes grupos sociais e targets políticos.

 

Objectivos: 
O objetivo geral deste estudo é o de analisar, a partir de dados correlacionais e experimentais, em que medida os resultados económicos, reais e percepcionados, podem afetar as noções de justiça processual e os padrões éticos dos cidadãos, em particular os que regulam a sua relação com a política e como é que estes processos, por sua vez, ajudam a explicar os níveis e gradações de apoio político em democracia. Os objectivos específicos são três e relacionam-se entre si: 1) Consolidação - consolidar o conhecimento sobre as atitudes, percepções e experiências de corrupção dos cidadãos em democracia, replicando algumas das questões centrais do inquérito à população financiado pela FCT em 2006 [POCI / CPO / 60031/2004] e avaliar tendências antes e depois da crise; 2) Inovação - avançar o conhecimento teórico neste campo e em termos da medição de percepções processuais e apoio político; 3) Validação - oferecer um campo experimental para testar metodologias e técnicas de recolha de dados. O projeto utilizará novos métodos experimentais para superar alguns dos problemas que são recorrentes no uso de inquéritos à população para estudar questões normativas, como a questão da desejabilidade social ou falsidade nas respostas e para testar as relações causa-efeito em diferentes grupos sociais e targets políticos.
Parceria: 
Rede Nacional
Marcelo Moriconi

EPOCA

Coordenador 
Data Inicio: 
01/10/2018
Data Fim: 
30/09/2021
Duração: 
36 meses
Em curso