Governação, transformações políticas e negociação de quotidianos: Portugal 2008-2018

Governação, transformações políticas e negociação de quotidianos: Portugal 2008-2018

Na última década, Portugal teve três governos diferentes com orientações políticas e propostas para organização legislativa muito díspares. Cada um deles reivindicava o início de um processo de política transformadora que teria um impacto positivo na sociedade portuguesa. Nesse sentido, as políticas sociais e a legislação sobre trabalho, saúde, educação, habitação e segurança sofreram alterações profundas a cada mudança legislativa, o que teve diferentes repercussões tanto nas instituições que as implementam como nas vidas das pessoas. Além disso, a crise económica gerou uma crise no modelo europeu, condicionando a reprodução social e questionando os modelos de redistribuição das três escalas de interação social: macro (mercado, Estado), meso (instituições mediadoras e atores) e micro (redes familiares e sociais). LIVEPOLITICS pretende analisar a forma como essas mudanças afetam e condicionam os processos de tomada de decisão e o funcionamento quotidiano das instituições, bem como as experiências pessoais e sociais dos cidadãos e os seus planos para o futuro. Numa análise detalhada sobre os modos como os diferentes atores e sectores da sociedade experienciam a legislação e as políticas através das diversas instituições, este projecto foca-se nas formas como as pessoas experienciam nos seus quotidianos as políticas que as governam e a forma como as implementam e negoceiam no âmbito de economias morais. O projeto irá desenvolver-se em três dimensões principais:

1) Estratégias de sobrevivência e superação de quotidianos;

2) Grassroots economics: sua definição, regimes de valor e cuidado, interpretações de crise e sua superação;

3) Políticas públicas, desde a sua concepção, implementação e impacto nas instituições e cidadãos.

Pretende-se reflectir sobre o modo como ao longo de uma década de profundas mudanças de políticas sociais, diferentes sectores da sociedade portuguesa as experienciam nos seus quotidianos através da sua relação com as instituições estatais, num contexto sociopolítico mais vasto de transformação. As estratégias de superação de dificuldades criadas pelas políticas de restrição de acesso a serviços públicos (educação, saúde, por ex.), a criação de novos laços de relações e apoios entre diferentes gerações (materiais e imateriais) e as novas formas de solidariedade social (formal e informal) estão no primeiro plano deste projecto. O que queremos ver é como a politica, e em certo sentido o Estado, está presente nas vidas das pessoas. Este projecto irá analisar a política na sua expressão quotidiana, prática e vivida, a partir de uma pesquisa etnográfica realizada em diferentes contextos da sociedade portuguesa contemporânea e não enquanto uma abstracção, localizada num Estado distante.

 

Estatuto: 
Entidade participante
Financiado: 
Sim
Entidades: 
Fundação para a Ciência e Tecnologia
Rede: 
CRIA-ISCTE-IUL (Entidade Proponente)
Keywords: 

Quotidianos, políticas públicas, crise, cidadania

Na última década, Portugal teve três governos diferentes com orientações políticas e propostas para organização legislativa muito díspares. Cada um deles reivindicava o início de um processo de política transformadora que teria um impacto positivo na sociedade portuguesa. Nesse sentido, as políticas sociais e a legislação sobre trabalho, saúde, educação, habitação e segurança sofreram alterações profundas a cada mudança legislativa, o que teve diferentes repercussões tanto nas instituições que as implementam como nas vidas das pessoas. Além disso, a crise económica gerou uma crise no modelo europeu, condicionando a reprodução social e questionando os modelos de redistribuição das três escalas de interação social: macro (mercado, Estado), meso (instituições mediadoras e atores) e micro (redes familiares e sociais). LIVEPOLITICS pretende analisar a forma como essas mudanças afetam e condicionam os processos de tomada de decisão e o funcionamento quotidiano das instituições, bem como as experiências pessoais e sociais dos cidadãos e os seus planos para o futuro. Numa análise detalhada sobre os modos como os diferentes atores e sectores da sociedade experienciam a legislação e as políticas através das diversas instituições, este projecto foca-se nas formas como as pessoas experienciam nos seus quotidianos as políticas que as governam e a forma como as implementam e negoceiam no âmbito de economias morais. O projeto irá desenvolver-se em três dimensões principais:

1) Estratégias de sobrevivência e superação de quotidianos;

2) Grassroots economics: sua definição, regimes de valor e cuidado, interpretações de crise e sua superação;

3) Políticas públicas, desde a sua concepção, implementação e impacto nas instituições e cidadãos.

Pretende-se reflectir sobre o modo como ao longo de uma década de profundas mudanças de políticas sociais, diferentes sectores da sociedade portuguesa as experienciam nos seus quotidianos através da sua relação com as instituições estatais, num contexto sociopolítico mais vasto de transformação. As estratégias de superação de dificuldades criadas pelas políticas de restrição de acesso a serviços públicos (educação, saúde, por ex.), a criação de novos laços de relações e apoios entre diferentes gerações (materiais e imateriais) e as novas formas de solidariedade social (formal e informal) estão no primeiro plano deste projecto. O que queremos ver é como a politica, e em certo sentido o Estado, está presente nas vidas das pessoas. Este projecto irá analisar a política na sua expressão quotidiana, prática e vivida, a partir de uma pesquisa etnográfica realizada em diferentes contextos da sociedade portuguesa contemporânea e não enquanto uma abstracção, localizada num Estado distante.

 

Observações: 
LIVEPOLITICS é financiado por fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do projeto “PDTC/SOC-ANT/32676/2017”.
Parceria: 
Rede Nacional

LIVEPOLITICS

Coordenador Geral 
Maria Antónia Pedroso de Lima
Coordenador ICS 
Referência externa 
PTDC/SOC-ANT/32676/2017
Data Inicio: 
20/02/2018
Data Fim: 
31/08/2022
Duração: 
48 meses
Concluído