SEMINÁRIO CONJUNTO GI IDENTIDADES E GI PERCURSOS DE VIDA: "Entre a arte de mulheres resistentes e o desenho etnográfico criativo(...)"

Seminários GI
Sex . 23 Out . 11h00 a 12h30
ICS + ZOOM
SEMINÁRIO CONJUNTO GI IDENTIDADES E GI PERCURSOS DE VIDA: "Entre a arte de mulheres resistentes e o desenho etnográfico criativo(...)"
Susana de Noronha, do CES Universidade de Coimbra

 Esta  sessão do Seminário Conjunto dos Grupos de Investigação "Identidades, Culturas e Vulnerabilidades" e "Percursos de Vida, Desigualdades e Solidariedades", que estará a cargo de Susana de Noronha (CES - Universidade de Coimbra), decorrerá através da plataforma Zoom/Colibri.

Título: "Entre a arte de mulheres resistentes e o desenho etnográfico criativo: para uma outra ontologia e metodologia no estudo do cancro".

Resumo: "Este seminário apresenta os resultados de uma trilogia de investigação, conduzida entre 2006 e 2019, sobre a experiência, a arte e a cultura material do cancro. (Parte I) Atravessando uma lista internacional de narrativas artísticas criadas em torno da experiência do cancro da mama, entenderemos a arte como um “acrescento de experiência”, forma de conhecimento e ação com efeito, nos seus relacionamentos com a oncologia, o público espectador, a resistência e a morte, da expressão individual ao ativismo coletivo. (Parte II) Abrindo a análise a outras órgãos e malignidades representados numa segunda lista de projetos artísticos feitos por/com mulheres, desdobraremos o cancro como uma “doença modular”, uma montagem que também inclui coisas, e os objetos de cultura material (tecnologias, objetos e materialidades hospitalares, domésticos e pessoais) como pedaços de doença, “realidades encastradas” nessa soma. (Parte III) Da teoria à prática, do contexto internacional para o nacional, aproveitando os conceitos desenvolvidos e dando uso à abordagem teórica e metodológica a que chamou “a terceira metade das coisas e do conhecimento”, a investigadora colocou em papel as estórias de cancro de oito mulheres Portuguesas do seu círculo relacional. Misturando conhecimento incorporado, palavra dita, reflexão antropossociológica e arte, reinventa-se a ciência social, a ilustração científica e o desenho etnográfico, juntando-lhes a metáfora e a imaginação. Resultando de uma construção coautorada, textos e séries de imagens, feitas em desenho, pintura e fotografia, carregam a vontade de alargar a imagética coletiva da sociedade Portuguesa sobre o cancro, do estádio I ao IV. Das três investigações emerge o contorno de uma outra ontologia, uma “terceira metade” onde espaços, objetos, gente, experiências e conhecimentos formam uma soma indivisa."

Nota biográfica:  Susana de Noronha é Antropóloga, doutorada em sociologia e Investigadora do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. Foi distinguida com o "Prémio CES Para Jovens Cientistas Sociais de Língua Portuguesa 2007" e com o "Prémio Bernardino Machado 2003" para a/o melhor aluna/o de Antropologia pela Universidade de Coimbra. É autora dos livros A Tinta, a Mariposa e a Metástase: a arte como experiência, conhecimento e acção sobre o cancro de mama (2009, Afrontamento); Objetos Feitos de Cancro: mulheres, cultura material e doença nas estórias da arte (2015, Almedina); Cancro Sobre Papel: Estórias de oito mulheres Portuguesas entre palavra falada, arte e ciência escrita (2019, Almedina). Enquanto fazedora de textos e ciência, é também letrista publicada e criadora de ilustração científica em fotografia, pintura e desenho etnográfico criativo.

 

Dados de acesso ao seminário:

Entrar na reunião Zoom
https://videoconf-colibri.zoom.us/j/92168503093?pwd=K3BOMGNPeXdBM2F1TFZL...

ID da reunião: 921 6850 3093
Senha de acesso: 537570

 

Equipa de coordenação: João Gomes, Nuno Domingos, Patrícia Ferraz de Matos e Vítor Sérgio Ferreira