"A Condição Negra, a História e Mário Domingues"

Conferências e Colóquios
Qui . 10 Fev . 14h30 a 18h30
Biblioteca Nacional
"A Condição Negra, a História e Mário Domingues"

 

Este colóquio realiza-se no âmbito da Mostra “Mário Domingues: Anarquista, cronista e escritor da condição negra”, patente na Biblioteca Nacional de Portugal entre 14 de janeiro e 28 de março de 2022. O colóquio divide-se em três momentos.

Uma primeira mesa reúne historiadores e cientistas sociais cujos trabalhos, debruçando-se sobre diferentes períodos e temas da história de Portugal, deram visibilidade à condição negra. Procurar-se-á aqui discutir as dificuldades colocadas a essas investigações, bem como problematizar as formas de visibilidade implicadas nas opções metodológicas ou conceptuais que lhes presidiram. Compõem a mesa a historiadora Isabel Castro Henriques, autora do livro Os 'Pretos do Sado' - História e memória de uma comunidade alentejana de origem africana (Séculos XV-XX), o historiador José Augusto Pereira, co-autor do artigo «As origens do movimento negro em Portugal (1911-1933): uma geração pan-africanista e antirracista», e o antropólogo Nuno Domingos, autor do livro Football and Colonialism: Body and Popular Culture in Urban Mozambique.

A segunda mesa agrega contributos para a história e compreensão sociológica do Portugal da década de 1920, com particular atenção ao contexto político e comunicacional, nomeadamente no quadro da cultura anarquista, de que Mário Domingues foi um destacado militante. Participam nesta mesa a historiadora Júlia Leitão de Barros, autora de  O jornalismo político republicano radical: O mundo, 1900 -1907, o sociólogo José Nuno Matos,  autor do artigo «Censura vermelha: as empresas de jornais perante a greve da imprensa de 1921», o historiador e diretor da revista A Ideia, António Cândido Franco, autor de vários estudos que enfatizam a importância da teatralidade do imaginário, e o sociólogo José Luís Garcia, que reuniu e estudou os textos de Mário Domingues dedicados à defesa da dignidade dos negros e de questionamento do colonialismo.

O colóquio terminará com a apresentação e lançamento do livro A Afirmação Negra e a Questão Colonial – Textos 1919-1928. O livro reúne textos de Domingues e um ensaio introdutório sobre a sua vida, contexto e obra, de autoria de José Luís Garcia.

PROGRAMA

14h30-16h | A Condição Negra, a História e as Ciências Sociais

Isabel Castro Henriques (FLUL)

José Augusto Pereira (UNL e IHC/IN2PAST)

Nuno Domingos (ICS-ULisboa)

Moderação: José Neves (UNL e IHC/IN2PAST)

 

16h15-18h | Comunicações, Anarcossindicalismo e Mário Domingues na década de 1920

José Nuno Matos (ICS-ULisboa)

António Cândido Franco (Universidade de Évora e IHC/IN2PAST)

Júlia Leitão de Barros (ESCS e IHC/IN2PAST)

José Luís Garcia (ICS-ULisboa)

Moderação: Tânia Alves (ICS-ULisboa)

 

18h | Apresentação e lançamento do livro A Afirmação Negra e a Questão Colonial – Textos 1919-1928, com ensaio e selecção de José Luís Garcia, editado pela Tinta-da-china. O livro será apresentado por Cláudia Castelo (ICS-ULisboa) e Victor Barros (IHC/IN2PAST).

 

ORGANIZAÇÃO: ICS- ULisboa - José Luís Garcia e Tânia Alves

                         IHC – José Neves