Portal de Opinião Pública

Portal de Opinião Pública

Desde que Portugal começou a participar em redes internacionais de estudos sobre atitudes e valores sociais que se tem acumulado uma vastíssima fonte de informação sobre o que os portugueses pensam a propósito de uma diversidade de aspectos importantes para a sua vida e para a vida do país. Estes dados têm recebido a atenção dos cientistas sociais portugueses e deram já origem a seminários, conferências, publicação de artigos e livros. Os resultados dos estudos realizados têm tido um grande impacto na comunidade científica, impacto esse que tem sido acompanhado pela comunicação social. No entanto, apesar de o seu acesso ser livre e gratuito, não têm chegado aos públicos exteriores à academia, nomeadamente, alunos do ensino secundário e profissionais de outras áreas (saúde, educação, apoio social, comunicação social, etc.). O objectivo deste projecto é, precisamente, alargar o acesso destes dados a todos aqueles que não dominando técnicas avançadas de análise de dados estão interessados na informação que deles se pode extrair. A realização deste objectivo obedecerá às seguintes fases: 1) selecção dos temas relevantes; 2) selecção dos estudos/inquéritos em função dos temas considerados; 3) selecção das unidades de comparação (países/grupos de países...); 4) selecção dos modos de apresentação dos dados (quadros, gráficos); 5) incorporação dos dados na plataforma informática já criada para o efeito; 6) Manutenção/actualização da estrutura de dados.

Estatuto: 
Proponent entity
Financed: 
Yes
Entidades: 
Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS)
Rede: 
ASP - Atitudes Sociais dos Portugueses
Keywords: 

Valores; Atitudes; Estudos Comparativos: Mudança Social

Desde que Portugal começou a participar em redes internacionais de estudos sobre atitudes e valores sociais que se tem acumulado uma vastíssima fonte de informação sobre o que os portugueses pensam a propósito de uma diversidade de aspectos importantes para a sua vida e para a vida do país. Estes dados têm recebido a atenção dos cientistas sociais portugueses e deram já origem a seminários, conferências, publicação de artigos e livros. Os resultados dos estudos realizados têm tido um grande impacto na comunidade científica, impacto esse que tem sido acompanhado pela comunicação social. No entanto, apesar de o seu acesso ser livre e gratuito, não têm chegado aos públicos exteriores à academia, nomeadamente, alunos do ensino secundário e profissionais de outras áreas (saúde, educação, apoio social, comunicação social, etc.). O objectivo deste projecto é, precisamente, alargar o acesso destes dados a todos aqueles que não dominando técnicas avançadas de análise de dados estão interessados na informação que deles se pode extrair. A realização deste objectivo obedecerá às seguintes fases: 1) selecção dos temas relevantes; 2) selecção dos estudos/inquéritos em função dos temas considerados; 3) selecção das unidades de comparação (países/grupos de países...); 4) selecção dos modos de apresentação dos dados (quadros, gráficos); 5) incorporação dos dados na plataforma informática já criada para o efeito; 6) Manutenção/actualização da estrutura de dados.

Objectivos: 
Disponibilizar de forma atractiva e de fácil utilização dados que têm vindo a ser recolhidos nos mais importantes inquéritos europeus sobre valores e atitudes (Eurobarómetro, European Social Survey e European Values Study) ao público não especializado em análise estatística de grandes bases de dados. Simultaneamente permitir a comparação de Portugal com os restantes países da UE (e alguns extra-comunitários) e avaliar as mudanças no tempo (alguns indicadores permitem ver a evolução das opiniões desde 1985).
State of the art: 
<p>Actualmente encontram-se dispon&iacute;veis diversas bases de dados internacionais sobre atitudes e valores. Estes dados t&ecirc;m origem em redes de pesquisa constitu&iacute;das por equipas de cientistas sociais de diferentes &aacute;reas (sociologia, psicologia social, ci&ecirc;ncia pol&iacute;tica, economia). De entre os existentes seleccion&aacute;mos 4 que re&uacute;nem as caracter&iacute;sticas que se adequam aos objectivos do Portal: 1) qualidade cient&iacute;fica e metodol&oacute;gica; 2) relev&acirc;ncia dos temas abordados; 3) amplitude geogr&aacute;fica; 4) amplitude temporal. Os estudos em causa s&atilde;o: o Eurobar&oacute;metro; o European Values Study; o International Social Survey Programme e o European Social Survey (a participa&ccedil;&atilde;o de Portugal nas &uacute;ltimas tr&ecirc;s redes &eacute; assegurada pela equipa do Programa Atitudes Sociais dos Portugueses, do Instituto de Ci&ecirc;ncias Sociais da Universidade de Lisboa, coordenado por Manuel Villaverde Cabral e Jorge Vala).<br />1) Eurobar&oacute;metro (http://ec.europa.eu/public_opinion/index_en.htm)<br />&nbsp;O Eurobar&oacute;metro foi institu&iacute;do em 1973 pela Comiss&atilde;o Europeia com o objectivo de monitorizar a opini&atilde;o p&uacute;blica dos cidad&atilde;os dos estados-membros. Os temas abordados focam t&oacute;picos fundamentais sobre a cidadania europeia, nomeadamente, alargamento da EU, situa&ccedil;&atilde;o social, sa&uacute;de, cultura, informa&ccedil;&atilde;o, tecnologia, ambiente, o euro, defesa, etc. <br />&nbsp;A regularidade dos inqu&eacute;ritos varia entre 2 a 5 aplica&ccedil;&otilde;es por ano, sendo produzidos 2 relat&oacute;rios em cada ano. Para al&eacute;m do Eurobar&oacute;metro regular (Standard Eurobarometer), s&atilde;o produzidos inqu&eacute;ritos especiais (Special Eurobarometer) com vista ao aprofundamento de temas considerados relevantes pelos servi&ccedil;os da Comiss&atilde;o Europeia ou por outras Institui&ccedil;&otilde;es da EU. Em 2009 foram integrados nos Eurobar&oacute;metros regulares m&oacute;dulos sobre protec&ccedil;&atilde;o civil, corrup&ccedil;&atilde;o, mudan&ccedil;as clim&aacute;ticas, pobreza e exclus&atilde;o social, entre outros.</p><p>2) European Values Study (www.europeanvaluesstudy.eu) </p><p>O European Values Study (EVS) foi criado em 1978, pela Funda&ccedil;&atilde;o Europeia para o Estudo dos Valores. O principal objectivo do EVS &eacute; estudar padr&otilde;es de valores nos pa&iacute;ses europeus tendo em vista analisar eventuais mudan&ccedil;as nas sociedades contempor&acirc;neas. Actualmente participam nesta rede de pesquisa cerca de 30 pa&iacute;ses comunit&aacute;rios e n&atilde;o-comunit&aacute;rios. Procura-se responder &agrave;s seguintes quest&otilde;es: a) os Europeus partilham um grupo homog&eacute;neo de valores?; b) os valores na Europa est&atilde;o a mudar?; c) em que direc&ccedil;&atilde;o estar&atilde;o a mudar? Para responder a estas quest&otilde;es s&atilde;o analisadas diferentes dimens&otilde;es dos valores, nomeadamente: valores religiosos; valores familiares; valores sociopol&iacute;ticos; valores econ&oacute;micos e laborais; valores morais; valores ambientais; valores de diversidade.<br />Os estudos EVS s&atilde;o levados a cabo de 10 em 10 anos, junto de amostras representativas das popula&ccedil;&otilde;es residentes dos pa&iacute;ses participantes com idade igual ou superior a 18 anos, independentemente da sua nacionalidade ou da sua situa&ccedil;&atilde;o legal.<br />A primeira edi&ccedil;&atilde;o do projecto teve lugar em 1981. A segunda edi&ccedil;&atilde;o em 1990, contou j&aacute; com a participa&ccedil;&atilde;o de Portugal, atrav&eacute;s do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento e da coordena&ccedil;&atilde;o de Lu&iacute;s de Fran&ccedil;a. A coordena&ccedil;&atilde;o da terceira (1999/2000) e da quarta edi&ccedil;&atilde;o (2008) coube &agrave; equipa das Atitudes Sociais dos Portugueses do ICS-UL. A primeira vers&atilde;o da base de dados agregada do estudo de 2008 j&aacute; est&aacute; dispon&iacute;vel e inclui 29 pa&iacute;ses (estes dados est&atilde;o ainda sob embargo que dever&aacute; cessar em 2010).<br />Em Portugal o EVS tem recebido o apoio financeiro de diversas institui&ccedil;&otilde;es: Funda&ccedil;&atilde;o Calouste Gulbenkian, Funda&ccedil;&atilde;o Luso-Americana para o Desenvolvimento, Caixa Geral de Dep&oacute;sitos, Banco Comercial Portugu&ecirc;s e ainda do pr&oacute;prio Instituto de Ci&ecirc;ncias Sociais.<br />Os dados produzidos no &acirc;mbito deste projecto est&atilde;o acess&iacute;veis a partir de http://zacat.gesis.org/webview/index.jsp</p><p>3) International Social Survey Programme (www.issp.org) </p><p>O International Social Survey Programme (ISSP) constitui a mais antiga e vasta rede internacional de estudos comparativos e longitudinais, envolvendo a aplica&ccedil;&atilde;o anual de question&aacute;rios comuns em mais de quatro dezenas de pa&iacute;ses. Os inqu&eacute;ritos anuais do ISSP s&atilde;o realizados junto de amostras representativas e probabil&iacute;sticas das popula&ccedil;&otilde;es dos pa&iacute;ses participantes com 18 ou mais anos de idade.<br />Portugal participa nesta rede de pesquisa desde 1997, tendo realizado os seguintes estudos: 1997 - Orienta&ccedil;&otilde;es perante o Trabalho II; 1998 - Religi&atilde;o II; 1999 - Desigualdades Sociais III; 2001 - Ambiente II; 2002 - Fam&iacute;lia e G&eacute;nero III; 2003 - Identidade Nacional II; 2004 - Cidadania; 2005 - Orienta&ccedil;&otilde;es perante o Trabalho III; 2006 - Papel do Governo IV; 2007 - Lazer e Desporto; 2008 - Religi&atilde;o III; 2009 - Desigualdades Sociais IV. Em 2010 ser&aacute; realizado pela primeira vez um m&oacute;dulo sobre Cuidados de Sa&uacute;de.<br />Em Portugal o ISSP tem recebido o apoio financeiro da Funda&ccedil;&atilde;o para a Ci&ecirc;ncia e a Tecnologia, da Funda&ccedil;&atilde;o Calouste Gulbenkian, da Caixa Geral de Dep&oacute;sitos e do pr&oacute;prio ICS-UL.<br />Os dados produzidos no &acirc;mbito deste projecto est&atilde;o acess&iacute;veis a partir de http://zacat.gesis.org/webview/index.jsp </p><p>4) European Social Survey (www.europeansocialsurvey.org) </p><p>O European Social Survey &eacute; um projecto de investiga&ccedil;&atilde;o bienal, concebido para mapear e explicar a interac&ccedil;&atilde;o entre a mudan&ccedil;a das institui&ccedil;&otilde;es europeias e as atitudes, cren&ccedil;as e comportamentos das popula&ccedil;&otilde;es europeias numa perspectiva comparativa e longitudinal. A execu&ccedil;&atilde;o deste projecto &eacute; assegurada por um cons&oacute;rcio entre o Instituto de Ci&ecirc;ncias Sociais da Universidade de Lisboa e o Instituto Superior de Ci&ecirc;ncias do Trabalho e da Empresa (ISCTE). Jorge Vala &eacute; o Coordenador Nacional; An&aacute;lia Torres (ISCTE-IUL) e Alice Ramos (ICS-UL) fazem parte da comiss&atilde;o executiva nacional; Manuel Villaverde Cabral (ICS-UL) e Jo&atilde;o Ferreira de Almeida (ISCTE-IUL) s&atilde;o os representantes portugueses do Scientific Advisory Board. <br />A n&iacute;vel central o ESS &eacute; financiado pela Funda&ccedil;&atilde;o Europeia de Ci&ecirc;ncia e pela Comiss&atilde;o Europeia. Em Portugal o projecto tem sido financiado pela Funda&ccedil;&atilde;o para a Ci&ecirc;ncia e a Tecnologia e pelo pr&oacute;prio ICS-UL. Considerado um exemplo de rigor cient&iacute;fico e metodol&oacute;gico, o ESS recebeu em 2005 o pr&eacute;mio Descartes da Comiss&atilde;o Europeia, atribu&iacute;do pela primeira vez a um projecto na &aacute;rea das ci&ecirc;ncias sociais.<br />O question&aacute;rio &eacute; aplicado amostras representativas e probabil&iacute;sticas das popula&ccedil;&otilde;es dos pa&iacute;ses participantes. O universo &eacute; constitu&iacute;do pelos residentes, com 15 ou mais anos, independentemente da sua nacionalidade ou situa&ccedil;&atilde;o legal. O question&aacute;rio &eacute; constitu&iacute;do por um m&oacute;dulo fixo e dois ou tr&ecirc;s m&oacute;dulos rotativos. O m&oacute;dulo fixo pretende medir continuidades e mudan&ccedil;as nos seguintes dom&iacute;nios: utiliza&ccedil;&atilde;o dos media; participa&ccedil;&atilde;o e atitudes socio-pol&iacute;ticas; confian&ccedil;a institucional e interpessoal; bem-estar, sa&uacute;de e seguran&ccedil;a; valores sociais; caracteriza&ccedil;&atilde;o sociodemogr&aacute;fica.<br />Os m&oacute;dulos rotativos dos estudos j&aacute; realizados foram os seguintes: ESS1 Imigra&ccedil;&atilde;o/ Cidadania; ESS2 Fam&iacute;lia e Trabalho/Sa&uacute;de e Presta&ccedil;&atilde;o Cuidados/Moralidade Econ&oacute;mica; ESS3 Bem-estar Pessoal e Social/Organiza&ccedil;&atilde;o do Percurso de Vida; ESS4 Atitudes perante o Estado-Provid&ecirc;ncia/Express&otilde;es e Experi&ecirc;ncias da Discrimina&ccedil;&atilde;o com base na Idade. Encontra-se em prepara&ccedil;&atilde;o o ESS5 cujos m&oacute;dulos tem&aacute;ticos ser&atilde;o Trabalho, Fam&iacute;lia e Bem-estar/Atitudes face &agrave; Justi&ccedil;a Criminal. Os dados produzidos no &acirc;mbito deste projecto est&atilde;o acess&iacute;veis a partir de http://ess.nsd.uib.no </p>
Parceria: 
International networ
Coordenador 
Start Date: 
01/12/2009
End Date: 
01/11/2014
Duração: 
59 meses
Closed