Os Petróleos em Portugal

Os Petróleos em Portugal
Do Estado à Privatização 1937-2012
ISBN: 
978-972-671-381-4
Idioma: 
Português
Data de publicação: 
2017/Feb
Dimensão: 
23x15
Nº Páginas: 
136
Coleção: 
Colecção Geral
Formato: 
Capa Mole
14,00 €12,60 €

Entre 1992 e 2012, decorreu o processo de privatização da Petrogal/Galp Energia. Tive o privilégio de presidir a essas instituições durante 14 desses anos e tenho o dever de conhecer bem o mesmo processo, incluindo conteúdos e eventos não publicados. Em 2014, desafiei o Prof. Pedro Lains a conceber e coordenar um projeto de investigação sobre o tema. Tinha consciência de que era uma tarefa difícil. O presente livro é o fruto da competência e da perseverança dos seus autores e representa um excelente ponto de partida para se perceber o que se fez de bem e quem o fez; assim como identificar o que se poderia ter feito melhor, ou muito melhor, e porque é que tal não aconteceu. Apesar das limitações impostas pela dificuldade de acesso a toda a informação inerentes a um projeto desta natureza, a obra é de leitura obrigatória para os profissionais e investigadores que se interessam pela história das privatizações em Portugal e, em particular, pela história do setor petrolífero nacional.  

Manuel Ferreira de Oliveira, PetroAtlantic Energy Corporation, S. A.

Este livro condensa o que de melhor a história económica e empresarial pode oferecer para o conhecimento da Galp. Nele se conjuga a rigorosa análise da informação e uma profundidade temporal que se projeta para além do horizonte estrito do início da privatização. Acresce a riqueza da trama explicativa, que integra a evolução da Galp nos ritmos das vicissitudes políticas, das fricções pelo controlo acionista e da recomposição do mercado europeu de energia. 

Álvaro Ferreira da Silva, Nova School of Business and Economics

 

A presente obra fornece-nos um excelente contributo para um conhecimento mais aprofundado da história e dinâmica empresarial dos petróleos e do gás em Portugal ao longo do século XX e inícios do século XXI bem como da sua contextualização, no âmbito da história política e económica do respetivo período. 

José Amado Mendes, Universidade Autónoma de de Lisboa

 

 

Introdução p. 11
1. Estados e privados, 1937-1992 p. 19
2. O tempo da Tetrogal, 1992-1999 p. 39
3. O tempo da Galp Energia, 1999-2012 p. 69
Conclusão p. 123
Apêndices p. 127
Fontes, créditos fotográficos e bibliografia p. 133

 

David Castaño, investigador do Instituto Português de Relações Internacionais da Universidade Nova de Lisboa. Tem-se dedicado ao estudo da história contemporânea portuguesa e da história das relações internacionais, centrando-se no período do Estado Novo e da transição e consolidação democrática.

Ana Mónica Fonseca, investigadora de Pós-Doutoramento no Centro de Estudos de Internacionais do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa (CEI-IUL), onde é igualmente Professora Auxiliar Convidada no Departamento de História. Entre 2006 e 2015 foi investigadora convidada no Instituto Português de Relações Internacionais da Universidade Nova de Lisboa (IPRI-NOVA).  As suas áreas de investigação incidem sobre as transições para a democracia na Europa do Sul, as relações luso-alemãs durante a Guerra Fria e a social-democracia europeia e a promoção da democracia. 

Pedro Lains, investigador coordenador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, professor convidado da Faculdade de Economia e Gestão da Universidade Católica, e membro do Instituto Laureano Figuerola da Universidad Carlos III de Madrid. Foi professor visitante da Faculdade de Economia da UNL, das Universidades Carlos III de Madrid, Brown e Évora; e presidente da Associação Portuguesa de História Económica e Social, director da Imprensa de Ciências Sociais, secretário-geral da European Historical Economics Society, e director da Análise Social. Tem como área principal de investigação a História Económica dos séculos XIX e XX, preocupando-se sobretudo com o estudo do crescimento económico no longo prazo de Portugal e dos países periféricos da Europa; com o estudo da integração europeia; e com os problemas actuais da economia portugue

Daniel Marcos, investigador e professor convidado do Instituto Português de Relações Internacionais e da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Os seus temas de investigação são a História das Relações Internacionais, Política Externa Portuguesa e História da Guerra Fria.

RECENSÃO Os Petróleos em Portugal: do Estado à Privatização 1937-2012.  Análise Social, LIII (4.º), 2018 (n.º 229), pp. 1097-1100