A Europa do Sul e a Construção da União Europeia, 1945-2000

A Europa do Sul e a Construção da União Europeia, 1945-2000
Categoria: 
ISBN: 
978-972-671-155-1
Idioma: 
Português
Data de publicação: 
2005/Sep
Dimensão: 
23x15
Nº Páginas: 
215
Coleção: 
Colecção Geral
Formato: 
Capa Mole
18,90 €17,01 €

Portugal, Espanha e Grécia, ao contrário da Itália, chegaram tardiamente ao processo de união económica e política da Europa. O presente livro, da autoria dos destacados historiadores e cientistas políticos, oferece uma visão global sobre o impacto nos quatro países da Europa do Sul da progressiva integração da Europa a partir de 1945.

Prefácio e agradecimentos p.11
Parte I - Da Europa do Sul à União Europeia: perspectivas históricas
António Costa Pinto e Nuno Severiano Tavares
 
Capítulo 1 - Portugal e a integração europeia, 1945-1986
António Costa Pinto e Nuno Severiano Tavares
p.17
Capítulo 2 - A Espanha: no centro ou na periferia da Europa
Juan Carlos Pereira Castañares e Antonio Moreno Juste
p.45
Capítulo 3 - A Itália e a integração europeia
Antonio Varsori
p.75
Capítulo 4 - A associaçã da Grécia à Comunidade Europeia: uma estratégia de Estado
Susannah Verney
p.97
Parte II - A europeização da Europa do Sul: perspectivas comparadas  
Capítulo 5 - As economias da Europa do Sul e a integração europeia
Alfred Tovias
p.137
Capítulo 6 - A integração europeia e a consolidação democrática na Europa do Sul
Geoffrey Pridham
p.155
Capítulo 7 - As atitudes dos cidadãos da Europa do Sul para com a integração europeia: antes e depois da adesão (1974-2000)
José M. Magone
p.175
Capítulo 8 - Conclusão: a europeização da Europa do Sul
Leonardo Morlino
p.197

 

António Costa Pinto, investigador coordenador no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. As suas obras têm incidido sobretudo sobre o autoritarismo e fascismo, as transições democráticas  e a "justiça de transição"  em Portugal e na Europa. A longevidade do Estado Novo português levou-o inicialmente ao estudo comparado dos sistemas autoritários. Mais recentemente dedicou-se ao estudo do impacto da União Europeia na Europa do Sul. Outro tema a que se tem dedicado é o das elites políticas e as mudanças de regime. É autor de mais de 50 artigos em revistas académicas portuguesas e internacionais. Foi consultor científico do Museu da Presidência da República portuguesa e tem colaborado regularmente na imprensa, rádio e televisão.  

Nuno Severiano Teixeira é diretor do Instituto Português de Relações Internacionais, professor catedrático e vice-reitor da Universidade Nova de Lisboa. As suas principais áreas de interesse são  a história das relações internacionais, história militar, integração europeia, segurança e defesa.