Clínica, Arte e Sociedade

Clínica, Arte e Sociedade
A Sífilis no Hospital do Desterro e na Saúde Pública
Autor(es): 
ISBN: 
978-972-671-290-9
Idioma: 
Português
Data de publicação: 
2011/Jan
Nº Páginas: 
216
Coleção: 
Colecção Geral
Formato: 
Capa Mole
12,50 €11,25 €

Este livro, coordenado por Cristiana Bastos, resulta do interesse partilhado pela memória do Hospital do Desterro, em Lisboa, encerrado em 2007. O tratamento do seu espólio foi iniciado pelo médico dermatologista João Carlos Rodrigues (1951-2009), continuado por um grupo de voluntários no Hospital dos Capuchos, e objecto de um projecto de investigação em Histórica da Ciência apoiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT/HC/0071/2009 – «A Ciência, a Clínica e a Arte da Sífilis no Desterro, 1897-1955»). O espólio constitui hoje uma colecção visitável alojada no Salão Nobre do Hospital dos Capuchos, em Lisboa, e este volume acompanha-a de modo amplo, contextualizando a assistência hospitalar e o tratamento da sífilis na história da cidade de Lisboa, estudando em pormenor a colecção de moldagens de cera do Desterro , e analisando as personagens, camadas sociais, instituições e políticas sanitárias envolvidas. A edição do livro foi possível graças ao patrocínio da Apifarma.

PDF Integral

 

Introdução
Cristiana Bastos
p.11
Parte I
O Hospital do Desterro e a dermatologia em Portugal: contexto histórico e cronologia
 
Capítulo 1 - Do Hospital de Todos-os-Santos aos Hospitais Civis de Lisboa 
António Matoso
p.17
Capítulo 2 - Desterro: vida e morte de um hospital 
Luiz Damas Mora
p.41
Capítulo 3 - A dermatologia em Portugal: factos e figuras
João Carlos Rodrigues
p.57
Parte II
Arte, ciência e clínica: a ceroplastia
 
Capítulo 4 - Museus de medicina em Portugal 
Ana Delicado
p.101
Capítulo 5 - Da anatomia à dermatologia: o corpo moldado em cera 
Cristiana Bastos
p.115
Capítulo 6 - Ceroplastia e dermatologia em Portugal: Sá Penella e Caeiro Carrasco 
António Perestrelo de Matos
p.123
Capítulo 7 - A intervenção museológica na colecção de modagens 
António Perestrelo de Matos
p.135
Capítulo 8 - Conservação e restauro de catorze ceras dermatológicas pertencentes à colecção Desterro-Capuchos
Conceição Ribeiro
p.139
Parte III
Os contextos sociais da sífilis
 
Capítulo 9 - «Ai Mouraria!»: da hospedaria ao hospital 
Cristiana Bastos e Rita Almeida de Carvalho
p.151
Capítulo 10 - Thomaz de Mello Breyner e a clínica de sífilis no Desterro 
Cristiana Bastos
p.163
Capítulo 11 - A profilaxia da sífilis em Portugal (1900-1940): suportes de propaganda 
Célia Pilão e Sandra Tacão 
p.173
Capítulo 12 - Prostituição, higiene social e profilaxia da sífilis
Luis Junior Costa Saraiva e Mónica Saavedra
p.197

 

Cristiana Bastos  (PhD CUNY 1996) é antropóloga e o seu trabalho intersecta as disciplinas de antropologia, história e estudos sociais de ciência, tecnologia e medicina. É investigadora do quadro do Instituto de Ciências Sociais, onde coordena o Grupo de Investigação Identidades, Culturas, Vulnerabilidades. Em projectos anteriores investigou dinâmicas de população, mobilidades transnacionais, biopolíticas coloniais, medicina e império, história social da saúde e bem-estar, com pesquisa de campo e arquivo em Portugal, Brasil, Estados Unidos, India e Moçambique. Actualmente coordena o projectoThe Colour of Labour(ERC AdG 695573),onde está directamente envolvida nas linhas de pesquisa sobre a Guiana, Hawaii, Nova Inglaterra e Angola.