Segurança, Liberdade e Política

Segurança, Liberdade e Política
Pensar a Escola de Copenhaga em Português
ISBN: 
978-972-671-345-6
Idioma: 
Português
Data de publicação: 
2015/Jan
Dimensão: 
23x15
Nº Páginas: 
306
Coleção: 
Colecção Geral
Formato: 
Capa Mole
21,00 €18,90 €

Este livro resulta da constatação da existência de um número crescente de trabalhos desenvolvidos por autores de língua portuguesa com base na abordagem teórica da escola de Copenhaga. Pretende reunir contributos que investigam as principais linhas temáticas associadas a esta escola, nomeadamente os processos de securitização e des-securitização, os setores de segurança e os complexos regionais. Apesar de este ser o ponto de partida, o volume inclui igualmente abordagens críticas à escola de Copenhaga, que permitirão uma visão mais abrangente das potencialidades e limitações deste quadro teórico. Esta proposta visa assim contribuir para o debate académico em português sobre teorias de Estudos de Segurança.

 

Notas biográficas p.9
Agradecimentos p.13
Ensaio introdutório - A história dual da securitização
Stefano Guzzini
p.15
Introdução - A escola de Copenhaga em perspetiva
Maria Raquel Freire
p.33
Parte I - (Des)Securitizações  
Capítulo 1 - A UE e o terrorismo transnacional: securitizing move e ator normativo, uma contradição nos termos?
Ana Paula Brandão
p.45
Capítulo 2 - A securitização definindo fronteiras: a UE e o Mediterrâneo
Nelson Mateus
p.79
Capítulo 3 - Securitização da violência privada no mar: a construção da pirataria somali como problema de segurança internacional
Gilberto Carvalho de Oliveira
p.107
Capítulo 4 - Dessecuritização e transformação dos conflitos
André Barrinha
p.141
Capítulo 5- Os media como agentes de (des)securitização das sociedades: crónica de uma história inacabada e desafio da outra metade
Sofia José Santos
p.163
Parte II - Complexos regionais de segurança  
Capítulo 6 - Complexos regionais de segurança: possibilidades para se repensar a América Latina
Monica Herz e Victor Coutinho Lage
p.189
Capítulo 7 - O complexo regional de segurança europeu e os Balcãs Ocidentais
Teresa Cierco
p.209
Capítulo 8 - Complexos de segurança regionais: uma avaliação crítica a partir da periferia – o caso de Marrocos
Nizar Messari
p.233
Parte III - Escola de Copenhaga: entre a crítica e o futuro  
Capítulo 9 - Quando a exceção não faz a regra: uma leitura sociológica da escola de Copenhaga
Helena Carrapiço e Daniel Pinéu
p.265
Conclusão - Copenhaga e os desafios da segurança pós-moderna
André Barrinha
p.297

 

André Barrinha é professor de Política e Relações Internacionais na Universidade de Bath (Reino Unido) e Investigador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. Foi entre 2010 e 2013 professor auxiliar convidado em Relações Internacionais na Universidade de Coimbra. É doutorado nessa mesma área pela Universidade de Kent (Reino Unido). Esteve entre 2004 e 2006 ligado ao Instituto de Estudos Estratégicos e Internacionais, em Lisboa. Os seus principais interesses de investigação são nas áreas dos Estudos Críticos de Segurança, segurança europeia, política externa da Turquia e teoria das relações internacionais.

Maria Raquel Freire é investigadora do Centro de Estudos Sociais e professora de Relações Internacionais da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, onde leciona na licenciatura e mestrado em Relações Internacionais e no programa de doutoramento em Política Internacional e Resolução de Conflitos. Os seus interesses de investigação centram-se nos Estudos para a Paz, teorias de relações internacionais, política externa, Rússia e espaço pós-soviético.

Shopping cart

Your shopping cart is empty.