Procriação Medicamente Assistida

Procriação Medicamente Assistida
Práticas e Desafios
Autor(es): 
Categoria: 
ISBN: 
978-972-671-326-5
Idioma: 
Português
Data de publicação: 
2014/Apr
Dimensão: 
23x15
Nº Páginas: 
232
Coleção: 
Colecção Geral
Formato: 
Capa Mole
18,00 €16,20 €

As práticas, expectativas, incertezas e riscos envolvidos na procriação medicamente assistida são analisados a partir das percepções de mulheres e homens que tentaram conceber por intermédio destas técnicas e do cruzamento dos discursos de médicos e juristas. Num contexto em que sobressai a (re)produção do poder da medicina e da tecnologia, das relações entre mulheres e homens, dos sistemas de parentesco e das práticas reprodutivas e sexuais, este livro mostra que também é desta forma que se faz um filho e, sobretudo, uma mãe e um pai. Com base nos legados dos estudos sociais da ciência e da tecnologia, das teorias da sociedade do risco e dos estudos sobre as mulheres, evidencia-se a importância de mobilizar para o debate público os saberes de todos os actores sociais que são afectados ou expostos nas implicações, actuais e futuras, dos usos da procriação medicamente assistida.

 

Siglas p.13
Nota prévia p.15

Prefácio

Helena Machado

p.17
Introdução p.21
Parte I  - Moralizar, diagnosticar e silenciar   
Capítulo 1 - Técnicas de procriação medicamente assistida: conceitos, modalidades, riscos e incertezas p.27
Capítulo 2 - Medicina, direito, tecnologia e género: cumplicidades e dissonâncias  p.51
Parte II -  Reproduzir e ser reproduzido: quem, como e quando   
Capítulo 3 - Entre Salomão e Prometeu: o direito e os juristas portugueses  p.73
Capítulo 4 - Semear para mais tarde criar: os médicos portugueses p.101
Capítulo 5 - Não é desta forma que se faz um filho: os casais p.135
Conclusão p.189
Bibliografia p.201
Anexo p.223
Índice remissivo p.229

 

Susana Silva (PhD em sociologia na Universidade do Porto) é investigadora no Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto desde 2014. Participou em diversos projectos nacionais e internacionais na área dos estudos estudos sociais da ciência, saúde e sociedade.