Atitudes e Práticas Religiosas dos Portugueses

Atitudes e Práticas Religiosas dos Portugueses
Base de Dados 2
Categoria: 
ISBN: 
978-972-671-060-8
Idioma: 
Português
Data de publicação: 
2000/Feb
Dimensão: 
16x23
Nº Páginas: 
79
Coleção: 
Atitudes Sociais dos Portugueses
Formato: 
Capa Mole
8,98 €8,08 €

Dando continuidade à parceria iniciada em 97, divulgam-se neste volume os dados referentes ao inquérito sobre atitudes e práticas religiosas. O inquérito abrange as seguintes dimensões analíticas da sociologia da religião: as crenças, as práticas, o conhecimento, a experiência e a pertença. Existem ainda indicadores de crenças populares, ascendências e socializações religiosas, representações dos papéis da Igreja e da religião, atitudes de vida, éticas e moralidades.

Manuel Villaverde Cabralé atualmente investigador emérito do ICS-ULisboa e foi diretor do Instituto do Envelhecimento-ULisboa até 2015. Foi diretor da Biblioteca Nacional, presidente do ICS e vice-reitor da Universidade de Lisboa.

Jorge Vala, doutorado em Psicologia Social pela Universidade de Louvain (1984), foi Professor Catedrático do ISCTE-IUL e  Investigador Coordenador no ICS da Univ. de Lisboa, instituição em que é presentemente Investigador Emérito. Tem trabalhado em Psicologia Social dos processos socio-cognitivos, nomeadamente no campo das representações sociais e ideologias, normas sociais e das identidades sociais. Os projectos de investigação que tem em curso articulam estes processos com vista ao estudo do racismo e do preconceito, das migrações, das atitudes políticas, da justiça social e da validação do conhecimento quotidiano.

José Machado Pais, Investigador Coordenador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Foi Professor Visitante em várias universidades europeias e sul-americanas e Professor Catedrático Convidado do ISCTE/Instituto Universitário de Lisboa. Coordenou o Observatório Permanente da Juventude Portuguesa e o Observatório das Actividades Culturais. Foi consultor da União Europeia e do Conselho da Europa, tendo sido Vice-Presidente do Youth Directorate of the Council of Europe. Foi Director da revista Análise Social e da editora Imprensa de Ciências Sociais e Subdiretor do ICS-ULisboa (três mandatos). Foi também Vice-Presidente da Associação Internacional de Ciências Sociais e Humanas de Língua Portuguesa.   Em 2003, recebeu o Prémio Gulbenkian de Ciências Sociais e, em 2012, o Prémio ERICS (Prémio Estímulo e Reconhecimento da Internacionalização em Ciências Sociais). Em 2018 foi agraciado com um doutoramento Honoris Causa, pela Universidade de Manizales (Colômbia). 

Tem dirigido vários projetos internacionais em  diferentes domínios das Ciências Sociais e publicado em revistas internacionais de referência. Publicou cerca de 40 livros – mais de 20 de autoria individual

Alice Ramos, socióloga, é Investigadora Auxiliar do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.  Os seus interesses de investigação têm-se centrado no cruzamento de duas linhas de pesquisa: a) o impacto da articulação entre factores individuais (valores e atitudes) e estruturas sociais no desenvolvimento de atitudes discriminatórias, nomeadamente face aos imigrantes e refugiados, numa perspectiva multinível; b) metodologias de estudos trans-nacionais e longitudinais. Iniciou, recentemente, uma linha de pesquisa dedicada ao estudo da formação dos valores e das atitudes discriminatórias na infância e na adolescência, sendo Investigadora Principal do projecto CLAVE (O desenvolvimento dos valores humanos na infância e na adolescência), financiado pela FCT. Desde janeiro de 2018 é Coordenadora Nacional do European Social Survey-ERIC e do European Values Study.