Antropologia e Império

Antropologia e Império
Fonseca Cardoso e a Expedição à Índia em 1895
Autor(es): 
Categoria: 
ISBN: 
978-972-671-070-7
Idioma: 
Português
Data de publicação: 
2001/Jun
Dimensão: 
23x15
Nº Páginas: 
420
Coleção: 
Estudos e Investigações
Formato: 
Capa Mole
18,86 €16,97 €

O que foi, na época forte da expansão imperial europeia, o colonialismo português? Que relação existiu entre as formas de poder colonial e a antropologia desse período? Confrontando perspectivas recentes dos estudos pós-coloniais e dos estudos sociais da ciência, o autor analisa as práticas de conhecimento antropológico das populações coloniais, concentrando-se num caso: a campanha de pacificação da região de Satari, Goa, em 1895-1896, merecendo especial relevo as investigações de «antropologia física» então realizadas na Índia pelo capitão de infantaria Artur da Fonseca Cardoso.
 

Ricardo Roque é Investigador Auxiliar no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Doutorou-se em História pela Universidade de Cambridge (2007), após estudar sociologia e sociologia histórica na Universidade Nova de Lisboa (Lic., Mestr.). Antes de integrar o quadro de investigadores do ICS-ULisboa, foi professor na Universidade dos Açores (1999-2008) e Postdoctoral Research Fellow (2012-13) na Universidade de Sidney, à qual continua afiliado como Honorary Associate no Departamento de História. No ICS, é o atual coordenador do Grupo de Investigação Impérios, Colonialismo e Sociedades Pós-coloniais (http://gi-imperios.org/blog/) e ensina nos programas doutorais em Antropologia e História. Trabalha sobre história e antropologia das ciências humanas, do colonialismo, e das relações interculturais nos espaços de expressão portuguesa, desde 1800 até ao século XX.

Prémio Sedas Nunes 2002.

Recensão de Mário Matos e Lemos na revista Análise Social, 169, vol. XXXVIII (4), 2004, pp. 1191-1193.