Partidos e Democracia em Portugal 1974-2005

Partidos e Democracia em Portugal 1974-2005
Autor(es): 
ISBN: 
978-972-671-207-7
Idioma: 
Português
Data de publicação: 
2015/Jul
Dimensão: 
23x15
Nº Páginas: 
367
Coleção: 
Colecção Geral
Formato: 
Capa Mole
23,50 €21,15 €

Este livro fornece uma interpretação pioneira dos partidos políticos em Portugal, desde 1974. Nele se examina a evolução dos padrões de competição e cooperação partidária, assim como as características do sistema politico português que potencialmente influenciam o sistema partidário, como o regime eleitoral, o semi-presidencialismo, e a natureza, os antecedentes e as bases de apoio dos partidos. Na medida em que os sistemas partidários são fundamentais para a democracia, o livro dá bases fundamentais para a uma melhor compreensão do sistema político português e da qualidade da democracia nacional.

«Este importante e revelador estudo, baseado numa tese de doutoramento pela Universidade de Oxford, é o primeiro a avaliar o desenvolvimento do sistema partidário português após o 25 de Abril no contexto comparativo europeu, utilizando para tal as ferramentas analíticas da ciência politica de forma criteriosa. Demonstra como os seus padrões derivam, entre outros, dos efeitos sobre a sociedade portuguesa da repressão do regime que antecedeu a actual democracia, da natureza da sua democratização, e do compromisso constitucional que confirmaria esta ultima. Constitui leitura obrigatória para aqueles que procuram prescrições eleitorais ou institucionais.»

David B. Goldey, Universidade de Oxford

 

Agradecimentos p.17
Capítulo 1
Introdução e contexto histórico 
p.19
Capítulo 2
A democratização e o sistema partidário
p.55
Capítulo 3
Bases sociais e regionais dos partidos
p.78
Capítulo 4
A organização dos partidos portugueses e a sua evolução
p.128
Capítulo 5
A evolução do sistema partidário português em democracia 
p.178
Capítulo 6
A dimensão presidencial e o sistema partidário 
p.220
Capítulo 7
O contexto institucional: o sistema eleitoral 
p.264
Capítulo 8
A volatilidade eleitoral em Portugal
p.309
Conclusões p.340
Bibliografia p.345

 

Carlos Jalali é doutorado em ciência política pela Universidade de Oxford. É diretor do Programa Doutoral em Ciência Politica (UA-UBI),diretor do mestrado em Ciência Política e coordenador do grupo de investigação em Políticas Públicas Instituições Inovação (PI2) do GOVCOPP, Universidade de Aveiro.