O Estado de Ordens

O Estado de Ordens
ISBN: 
978-972-671-119-3
Data de publicação: 
2004/Apr
Dimensão: 
15x23
Nº Páginas: 
424
Formato: 
Capa Mole
26,24 €23,62 €

As ciências sociais explicam a política recorrendo aos conceitos de voto individual e de acção dos partidos. O senso comum garante que mandam os poderosos e os ricos. O Estado de Ordens propõe um modelo teórico alternativo, após exame atento das filosofias e das formas políticas desde Platão e a Grécia clássica a Portugal e outros Estados europeus contemporâneos: a organização política é a relação de três ordens. A primeira ordem é simbólica e identifica; a segunda é securitária e defende; a terceira é económica e produz.

Introdução p.15
Capítulo 1 - As três ordens na história, na teoria e na sociedade p.33
Capítulo 2 - A interação das três ordens com as instituições correspondentes; o «Centro» p.91
Capítulo 3 - O conceito de «Estado de Ordens» no pensamento político europeu p.111
Capítulo 4 - A instituição do Estado contemporâneo na Europa p.177
Capítulo 5 - O «Estado de Ordens» no século XX p.283
Capítulo 6 - Tipologia do «Estado de Ordens» europeu p.349
Bibliografia p.365
Índice onomástico e analítico p.403

 

Luís Salgado de Matos é formado em Direito, doutorado em Sociologia Política pela Universidade de Lisboa e agregado em instituições e processos políticos pela Universidade Nova de Lisboa. O seu programa de investigação teórico e empírico estuda as três instituições triangulares que propõe como cerne da política: Igreja, a instituição do simbólico: Forças Armadas, da segurança; Estado, da reprodução.

Shopping cart

Your shopping cart is empty.