Elites e Poder

Elites e Poder
Entre o Antigo Regime e o Liberalismo
Categoria: 
ISBN: 
978-972-671-192-6
Idioma: 
Português
Data de publicação: 
2012/Jan
Dimensão: 
23x15
Nº Páginas: 
333
Coleção: 
Colecção Geral
Formato: 
Capa Mole
21,90 €19,71 €

Nuno Gonçalo Monteiro, um dos mais reputados historiadores portugueses da actualidade, reúne neste volume um conjunto de ensaios sobre o regime senhorial, as elites nobiliárquicas e os poderes locais durante a dinastia de Bragança (1640-1832). O livro corresponde à preocupação de questionar algumas das dimensões mais importantes da história social e da história institucional do nosso país. O estudo dos poderes e das elites na época moderna permite surpreender uma notável continuidade na sociedade portuguesa ao longo dos séculos XVII e XVIII e, simultaneamente, destacar rupturas, em particular aquela que, contra uma persistente tradição historiográfica, se deve reconhecer na revolução liberal vitoriosa em 1832-1834.

 

Introdução p.13
I Parte 
Elites e Poderes
 
1 - Monarquia, poderes locais e corpos intermédios no Portugal moderno (séculos XVII e XVIII) p.19
2 - Elites locais e mobilidade social em Portugal nos finais do Antigo Regime p.37
3 - O ethos da aristocracia portuguesa sob a dinastia de Bragança. Algumas notas sobre casa e serviço ao rei p.83
4 - Poderes e circulação das elites em Portugal: 1640-1820 p.105
5 - Nobreza, revolução e liberalismo: Portugal no contexto da Península Ibérica p.139
6 - Proprietário, propriedade e revolução liberal. Algumas notas p.163
II Parte
Regime Senhorial e Revolução Liberal
 
1 - «A questão dos forais» na conjuntura vintista p.179
2 - A geografia das petições e dos conflitos (1821-1824) p.207
3 - Lavradores, frades e forais: revolução liberal e regime senhorial na comarca de Alcobaça (1820-1824) p.215
4 - Geografia e tipologia dos direitos de foral p.301
5 - Conclusões p.313
Nota final p.317
Índice onomástico p.319

 

Nuno Gonçalo Monteiro, Investigador Coordenador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.  Realizou cerca de duas centenas de conferências e comunicações em Portugal, Espanha, França, Inglaterra, Itália, Bélgica, Holanda, Suiça, Áustria, Hungria, República Checa, Uruguai, Brasil, EUA e México, e foi professor visitante em universidades espanholas, francesas e brasileiras. Coordenou vários projectos de investigação internacionais e organizou diversos colóquios e reuniões científicas. Publicou mais de uma centena de títulos.